top of page

Inovar é diferente de inventar.

Atualizado: 19 de jun. de 2023


Na última semana iniciei mais uma disciplina no meu programa de pós graduação do mestrado no UFSC: Gestão da Inovação.

Confesso que estava muito ansiosa pela disciplina pela proposta de fundamentação teórica valiosa para minha área de pesquisa. E como um combo perfeito, a disciplina me entrega grandes aprendizados para a vida. É surpreendente cada momento em que

aprendemos algo e novas portas do conhecimento se abrem.


Essa semana estamos adentrando aos conteúdos sobre gestão da inovação, Na leitura do primeiro capítulo do Livro Gestão da Inovação de TIDD (2015), "O que é inovação e por que importa” o autor aborda cases de sucesso de organizações que conseguiram utilizar a estratégia em inovação como fator não apenas de vantagem competitiva frente ao mercado, mas também como promotores de novos padrões de consumo na sociedade.


De maneira didática o autor apresenta cases de empresas como Kodak, Wurth, Apple, e até menciona bandas de rock como Arctic Monkeys, utilizaram os recursos inovativos para ganhar força no mercado, para atingir públicos e também influenciar a mudança de hábitos do consumidor a nível mundial.


No entendimento de que a inovação seja ela executada em qualquer área ou indústria, é necessário que para seja inovador siga alguns critérios e padrões para que seja eficiente e para que possa gerar valor. Dentro de alguns aspectos da inovação, segundo o autor, a inovação pode ser mensurada por grau de inovação, inovação contínua ou descontínua, nível da inovação (frente aos componentes ou arquitetura da organização) ou ciclo da inovação.


A contribuição do autor de maneira leve e com muito valor teórico sobre a capacidade das organizações em manter o negócio operante, seja ele qual for, e ainda assim ser capaz de contribuir com ideias inovadoras continuamente. A inovação não é necessariamente apenas a abertura de novos mercados, novos produtos, seja de maneira disruptiva ou radical, mas também ressignificar e servir mercados já existentes, agregando valor aos produtos e serviços que já existem. "Ao mesmo tempo, o desenvolvimento de novos produtos é uma capacidade importante, pois o ambiente está constantemente mudando." (TIDD, 2015, p. 9).


Isso evidencia aquilo que eu acredito por inovação: gerar valor!


Inovação é o processo de transformar ideias em realidade e lhes capturar o valor.

Inovar é diferente de inventar, não importa o quão boa seja sua ideia, mas só isso não é garantia de sucesso. É necessário atenção aos processos, gestão de projetos, gestão financeira, comportamento organizacional e gestão da inovação.


Umas das principais abordagens do autor que me chamou atenção foi que “a vantagem competitiva pode advir do tamanho ou patrimônio, entre outros fatores, o cenário está gradativamente mudando em favor daquelas organizações que conseguem mobilizar conhecimento e avanços tecnológicos e conceber a criação de novidades em suas ofertas é na forma como criam e lançam” (TIDD, 2015, p.6)


Inovação é a ferramenta específica dos empreendedores, é o meio pelo qual eles exploram a mudança como uma oportunidade para iniciar um negócio ou serviço diferente do que já existe. Pode ser apresentada como uma disciplina: aprendida ou praticada. - Peter Drucker. 1985 - Innovation and Entrepreneurship - Nova York, Harper and Row.

TIDD, Joe; BESSANT, John. Gestão da Inovação. 5. ed. Porto Alegre: Bookman, 2015. 633 p.


16 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Commentaires


bottom of page